quinta-feira, 30 de junho de 2016

Asas Para Ler os fanzines


No ISEC - Instituto Superior de Educação e Ciências, em Lisboa, vai decorrer, nos dias 1 e 2 de Julho de 2016, um evento intitulado Encontro Nacional de Literatura Infantil e Juvenil, dedicado ao tema Asas Para Ler.

Haverá comunicações várias, entre as quais uma intitulada Fanzines Esses Desconhecidos - título habitual usado pelo blogger autor destas linhas, sempre interessado em dar a conhecer este género de publicações amadoras, ainda e sempre mal conhecido, quando não completamente desconhecido do chamado grande público.

O programa é o seguinte: 

ASAS PARA LER
Encontro Nacional de Literatura Infantil e Juvenil

PROGRAMA
1.º DIA – sexta-feira, 1 de julho de 2016
9h.30m. –
Apresentação
Presidente do ISEC e Comissão Organizadora
9h.50m. –
Animação de mimos
Ler é melhor que chover
Alunos de Animação Sociocultural da Escola Profissional Gustave Eiffel (Queluz)
10h.00m. –
Painel de Abertura
Multiculturalismo
Luísa Ducla Soares
Textos para voar num ‘céu de água-sol-vento-luz concreto e irreal’
Violante F. Magalhães
11h.00m. – Intervalo
11h.15m. –
PROMOÇÃO E ANIMAÇÃO DA LEITURA
Promoção do livro e da leitura: divertida forma de vida
Rute Teixeira
Os hábitos de leitura dos estudantes do ensino básico:
Contributos para a promoção da leitura
José Carlos da Silva Pereira
O livro infantil como caminho para o conhecimento: Contos com ciência
Mafalda Marques

13h.00m. – Intervalo para almoço

14h.30m. –
LITERATURA E MULTICULTURALIDADE
O Ensino do Holocausto através das obras “A mala de Hana” de Karen Levine e “Queria voar como uma borboleta” de Jana Gofrit
António José Martins
A tradição já não é o que era: As representações de género na literatura para a infância
Encarnação Silva
Meninos Especiais: Tornar-nos próximos
Luísa Beltrão e Marta Leite
16h.15m. – Intervalo
16h.30m. –
ILUSTRAÇÃO NA LITERATURA INFANTIL E JUVENIL
Fanzines: esses desconhecidos – Edições alternativas e independentes
Geraldes Lino


Na arte a mão e as diferentes formas de visão da ilustração infantil
Joanna Latka
Motivações e escolhas na arte de fazer livros. Conversando com...
Danuta Wojciechowska 

2.º DIA – sábado, 2 de julho de 2016
9h.30m. –
LITERATURA E MULTICULTURALIDADE
Semear para colher bons leitores: Estratégias de promoção e animação da leitura
Tatiana Antunes
Conversando com...
Manuela Castro Neves
10h.45m. – Intervalo
11h.00m. –
PROMOÇÃO E ANIMAÇÃO DA LEITURA
Criar, tecer e editar na Pé Coxinho
Sara Guerra e Marta Inês
Do egoísmo ao altruísmo: Apresentação do livro O Burro
António Simão
12h.45m. – Intervalo para almoço
14h.30m. –
PROMOÇÃO E ANIMAÇÃO DA LEITURA
Workshop de animação da hora do conto
Bruno Batista
15h.30m.
Encerramento do Encontro
Alunos de Animação Sociocultural da Escola Profissional Gustave Eiffel
Diretor da Escola de Educação e Comissão Organizadora
Durante os dois dias do encontro:
Exposição de trabalhos dos alunos de Psicologia do Desenvolvimento II (1.º ano Lic. Educação Básica)
Feira do livro – Editora Prodidáctico

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Cleópatra

 
Um fanzine totalmente dedicado ao Cinema, através de filmes transformados em bandas desenhadas, como é o que acontece no "Cleópatra", é bastante invulgar - confesso que neste momento não me lembro de nenhum outro.
Mas nos fanzines tudo é possível, tudo é permitido - é uma das grandes qualidades deste tipo de magazines amadores.

E Tiago Baptista, seu editor e autor das respectivas bandas desenhadas - por conseguinte um faneditor, visto que se subdivide em ambas as tarefas -, apesar de muito jovem, tem visto muitos filmes, não sei se apenas por obrigação, mas neste caso dos que trata neste seu zine, foi exactamente por isso, porque trabalhou num cinema dum centro comercial das Caldas da Rainha.(*)

Em resultado dessa experiência, meio laboral, meio cultural, Tiago aproveitou para realizar quatro bandas desenhadas, cada uma delas dedicada a um filme e, de certa maneira, a um realizador - François Truffaut, Manoel de Oliveira, Andrei Tarkovski e Ingmar Bergman.


(*) Como diz Tiago Baptista no editorial: "(...) Um trabalho tão digno como qualquer outro, tão normal como qualquer outro, tão mal pago como qualquer outro, com um patrão tão sacana como qualquer outro(...)"



Cleópatra #5 
Subtítulo: "Oh meu Deus! É o fim do Cinema"
Data da edição: Dezembro 2010
Editor: Tiago Baptista
Formato do fanzine: A4 
Capa e contracapa, e miolo de 28 páginas 
Local da edição: Caldas da Rainha, Lisboa, Leiria
------------------------------------------------------------------------

Na primeira imagem que ilustra esta postagem está a capa do fanzine, onde se podem distinguir os rostos de quatro realizadores cinematográficos:

Andrei Tarkovski, Manoel de Oliveira, François Truffaut e Ingmar Bergman

************************************************************


Escreve o faneditor, com ironia e bom-humor na contracapa: "O fanzine com o nome mais parolo - Oh meu deus! é o fim dos fanzines".